janeiro 05, 2012

Passos, Gaspar, troika, Madeira, Açores, Dívida, EPs

Apesar de já estar assinada a carta de intenções que molda o Plano de Ajuste, Passos e Gaspar não fazem com a Madeira o que fazem com as empresas públicas (onde há sempre um empréstimo do Tesouro para acorrer às últimas necessidades)...

E fazem à Madeira o que nem a troika lhes fez, pois veio sempre uma tranche intercalar para evitar sobressaltos.

Passos e Gaspar tratam os madeirenses como portugueses de segunda
Independentemente dos níveis de pressão que queiram impor a João Jardim, não é tratamento aconselhável...

Há poucos dias, Carlos César, presidente do governo açoriano, dizia que cada açoriano devia um sexto do que devia um cidadão português (continental) e um quinto do que devia um madeirense.

Esta afirmação, em primeiro lugar, traduzia uma coisa importante: a dívida madeirense, per cápita, é inferior à continental...

Mas não dizia tudo e bem, também no que se referia à sua Região. Poucos dias depois, o Tribunal de Contas esclarecia: a dívida total dos Açores ascende a 3,3 mil milhões de euros, no final de 2010.

O que compara com 5,85 mil milhões da Madeira, em Setembro de 2011 e com - estima-se, pois só não se avaliam estes números para o Estado no seu todo - 330 mil milhões para o País.

Ainda assim, Carlos César pode dizer que a dívida açoreana é, per capita, inferior às restantes (os Açores têm uma população 10% inferior à da Madeira e cerca de 1/40 da população nacional). 

Considerando o PIB, este será também algo inferior ao da Madeira o que agrava a comparação, para o lado dos Açores. 

Mas pior ficarão (os Açores e a governação de Carlos César) se se avaliar aquele volume de dívida em função da capacidade de a pagar... ou seja, do volume de impostos cobrados na Região, excluindo as receitas referentes a transferências nacionais e da União Europeia. Nesta avaliação, as posições invertem-se. E a Moodys também já deu por isso...

E aí, Berta Cabral, líder do PSD açoreano ajuizou bem: "uma coisa é eu ou qualquer um de nós ter uma dívida de 100 mil euros, outra bem diferente será o Bill Gates dever um milhão"...

1 comentário:

skeptikos disse...

Palavras do fiscalista Tiago Caiado Guerreiro:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=RNr1eOhA4qE